Notícias

Fotos de presos nus em pátio de penitenciária de MG caem nas redes sociais e diretor-geral é afastado

Uma ação de policiais penais com detentos da penitenciária de Formiga, no interior de Minas, foi alvo de denúncia esta semana. Imagens que foram publicadas em redes sociais na última terça-feira (9) mostram os presos sentados enfileirados, nus e alguns deles algemados no pátio. O diretor-geral da unidade, Ronaldo Antônio Gomides, foi afastado do cargo depois que a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) tomou conhecimento do caso.

Ao g1, a Sejus informou nesta quinta-feira (11) que no dia 22 de outubro ocorreu uma operação de retirada dos detentos e dos pertences das celas após “movimento de subversão da ordem” (quando alguém se opõe a normas)e que a atuação do Grupamento de Intervenção Rápida (GIR) da Polícia Penal foi depois da queima de pedaços de colchões.

A denúncia foi feita pela Associação de Amigos e Familiares de Pessoas em Privação de Liberdade. A reportagem entrou em contato com a presidente da associação, Maria Tereza dos Santos, mas não teve retorno até a última atualização deste texto.

O promotor de Justiça de Formiga Ângelo Ansanelli Junior informou à TV Integração que recebeu nesta quinta-feira (11) um documento do Centro Operacional de Direitos Humanos do Ministério Público para iniciar uma investigação. Ele informou que tinha recebidos algumas denúncias anônimas por meio da ouvidoria.

Presidente da associação divulgou as fotos nas redes sociais — Foto: Reprodução/Twitter
Presidente da associação divulgou as fotos nas redes sociais — Foto: Reprodução/Twitter

Ação

Presidente da associação divulgou as fotos nas redes sociais — Foto: Reprodução/Twitter
Presidente da associação divulgou as fotos nas redes sociais — Foto: Reprodução/Twitter

As imagens que circulam nas redes sociais mostram a ação, que segundo a Sejusp, foi um procedimento realizado na penitenciária após desrespeito a normas da unidade.

O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) informou que um procedimento interno foi instaurado para apurar a motivação da realização das imagens e da veiculação.

“O Depen-MG ressalta que não compactua com qualquer desvio de conduta dos seus servidores e que todas as denúncias são apuradas, respeitando a ampla defesa e o contraditório”, informou por meio de nota.

O diretor-geral da unidade foi afastado da função e o diretor-regional de Polícia Penal da 7ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) assumiu interinamente a direção da unidade prisional em Formiga. (G1)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo