Presidente Tancredo Neves

Presidente Tancredo Neves: Família de criança que teve corpo queimado pede ajuda para compra de roupa especial

A família do pequeno Uanderson Cardoso Pereira, de 9 anos, precisa de ajuda para comprar uma roupa especial, após o garoto ter parte do corpo queimado em um acidente com álcool, enquanto brincava com o primo, na cidade de Presidente Tancredo Neves, cidade do baixo sul da Bahia.

Segundo a mãe do garoto, Jucelma Cardoso dos Santos, de 37 anos, o acidente aconteceu no dia 10 de maio, quando o filho estava na casa da avó. A mulher estava em Salvador, onde mora com Uanderson e mais quatro filhos, no Bairro da Paz.

“Ele se queimou no meu interior. No momento eu estava aqui (Salvador) e ele estava lá (Tancredo Neves), na casa da minha irmã, junto com a minha mãe”, disse Jucelma Cardoso ao G1.

“Ele foi acender o fogo com o priminho dele. Quando ele foi pegar o álcool, espirrou na camisa dele e o fogo pegou no corpo…ele se queimou todo”.

De acordo com Jucelma Cardoso, Uanderson foi socorrido para uma unidade médica em Presidente Tancredo Neves e depois foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, onde ficou quase um mês internado.

“Eu saí daqui [Salvador] e fui para lá [Tancredo Neves]. Depois ele foi transferido para o HGE, onde eu fiquei quase um mês com ele”, contou

A mãe de Uanderson Santos conta que o garoto teve queimaduras em várias partes do corpo e precisou passar por alguns procedimentos cirúrgicos.

“Ele teve muitas queimaduras. Fez cirurgias na parte da barriga, umbigo, estômago, nos braços e na costela”, disse.

Por não ter como cuidar dos irmãos de Uanderson, durante o período em que ele se recupera, Jucelma Cardoso conta com a ajuda da mãe, que cuida dos outros filhos em Presidente Tancredo Neves.

“No momento, os outros estão no interior porque eu fiquei com ele [Uanderson] no HGE”.

Agora, o garoto faz acompanhamento semanal no HGE, onde faz curativos e revisão.

“É um pouco difícil, mas graças a Deus deu tudo certo e agora ele está melhor”.

“No momento, eu queria que me ajudassem em uma roupa, que a médica passou para ele usar. Se alguém puder comprar a roupinha dele para mim”, contou.

Além disso, Jucelma Cardoso pede ajuda para custear as passagens de transporte durante o tratamento e sonha em comprar uma televisão para deixar no quarto do filho. G1

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo