Notícias

Som do sertão nordestino dá tom da programação musical da II Feira Literária de Canudos

Entre as atrações estão a Orquestra Sisaleira, a Banda de Pífanos de Canudos, Targino Gondim, Bião de Canudos, Fábio Paes, Roze e Gereba

Com instrumentos pouco convencionais feitos com a madeira do sisal, matéria prima abundante em sua região, a Orquestra Sisaleira de Conceição do Coité estará na noite de abertura da II Feira Literária de Canudos (Flican), que acontece de 8 a 10 de abril de forma virtual, reunindo autores, pesquisadores e artistas de diferentes expressões. Ao longo desses três dias, a Flican terá entre outras atrações Targino Gondim, Renan Mendes, Bião de Canudos e a Banda de Pífanos de Canudos. O show de encerramento Viva Canudos! Viva Conselheiro!, na noite do sábado (dia 10/04), contará com as performances de Fábio Paes, Roze e Gereba.

Formada por adolescentes e jovens, a Orquestra Sisaleira tem na sua formação instrumentos como violão, contrabaixo, cavaquinho, violino, todos construídos com a madeira de sisal. “O som da orquestra já se difere pelo timbre dos instrumentos. E, no repertório, colocamos em evidência o som da música brasileira e, especialmente, nordestina”, explica o cofundador e maestro do grupo, Josevaldo Nim. Ele revela que, para a Flican vão interpretar composição como Brasileirinho (Waldir Azevedo), Pagode Russo (Luiz Gonzaga), Lamento Sertanejo (Dominguinhos e Gilberto Gil) e Feira de Mangaio (Glorinha Gadelha e Sivuca), entre outros clássicos.

Um dos três artistas que farão o show de encerramento, o cantor e compositor Fábio Paes, apesar de ter nascido na cidade de Serrinha, tem uma relação muito próxima com Canudos. Com um mestrado em História na PUC de São Paulo sobre o tema Música e Poesia Popular em Canudos, Fábio fará um show focado na positividade e na resistência da terra e do seu povo. “Vamos lembrar que, no século XIX, as pessoas pensavam também em Canudos como ‘a boa nova. Isso foi citado pelo próprio Machado de Assis”, diz o artista.

Fábio Paes

A II Flican tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Toda a programação da feira poderá ser conferida, gratuitamente, pelo público no canal Youtube do Campus Avançado da Uneb em Canudos (www.youtube.com/channel/UCqhzm86LpAdRG0jqMBJ0nEQ) e pela Canudos TV.

Confira a seguir a programação completa da II Flican:

Programação Flican – 08 a 10 de abril de 2021

08/04 – QUINTA-FEIRA – Tarde

14h – Desfile Literário

14h30 – Interpoéticas com Vitória Luísa – Sertão Sol e Paloma Aleoncio

14h40 – Mesa 1: Assombros e Encantados no imaginário sertanejo
Ester Figueiredo, UESB (Mediadora)
Franklin Carvalho
Márcio Benjamin

15h30 – Um Doutorado para Canudos
Dr. Osmar Moreira – Coordenador do Programa de Pós-graduação
Pós-Crítica/UNEB

16h – Selo FLICAN – Premiação: Concurso literário – A produção intelectual dos estudantes de
Canudos com Lançamento do projeto do livro: A resistência na palavra
Roberto Gama (Secretário Municipal de Educação de Canudos) – Mediador

Orquestra Sisaleira

17h30 – Encerramento da tarde

08/04 – QUINTA-FEIRA – Noite

19h – Concerto de Abertura com Orquestra Sisaleira (BA)

19h30 – Ode aos homenageados da Flican: José Calasans, Edivaldo Boaventura, Evandro
Teixeira e Tripolli Gaudenzi
19h50 – Abertura Oficial:
Arani Santana – Secretária de Cultura da Bahia
Jerônimo Rodrigues – Secretário de Educação da Bahia
Zulu Araújo – Presidente da Fundação Pedro Calmon
José Bites de Carvalho – Reitor da UNEB
Jilson Cardoso – Prefeito de Canudos
Roberto Gama – Secretário Municipal de Canudos
Vanderlei Leite – Presidente do IPMC
Luiz Paulo Neiva – Curadoria da FLICAN

20h25 – Poesia de Antônio Barreto em homenagem a José Calasans

20h30 – Conferência Inaugural: José Calasans, o demiurgo de Canudos
Walnice Galvão (USP)

21h30 – Show Bião de Canudos

09/04 – SEXTA-FEIRA – Manhã

09h – Abertura

09h – A voz de Kaila Marcele (Canudos)

09h15 – Dona Durú (Canudos) – depoimento memorial

Flicanzinha

09h10 – Lançamento de livro infantojuvenil: Ser diferente é legal – Histórias sobre respeito e
tolerância
Profa. Léa Costa Santana Dias
09h30 – Cordel Cantado: Mariane Bigio (PE)

10h – Visitando o Memorial Antônio Conselheiro

10h10 – Mesa 2: Aprendizagem e resistência em tempo de pandemia –
Superação e criatividade pedagógica nas escolas de Canudos
Josileide Varjão Valença – Professora da Rede Municipal de Ensino

11h30 – Interpoéticas com Mariana Guimarães

11h40 – Encerramento da manhã

09/04 – SEXTA-FEIRA – Tarde

14h – Banda de Pífanos de Canudos – resistência e encantamento cultural

14h10 – Eldon Canário (BA) – depoimento memorial

14h15 – Mesa 3: Evocação de Canudos
Luiz Paulo Neiva, UNEB (Mediador)
Manoel Neto, CEEC/UNEB
Pedro Lima Vasconcelos (UFAL)
Floriza Sena (IPMC)
João Batista (Historiador)
João Ferreira (Professor do CELC, Canudos)

15h30 – Cenário da guerra – Visitando o Parque Estadual de Canudos

15h50 – A força jovem da música em Canudos – Robertinho Kambalacho

16h – Interpoéticas com Ádila Madança;

16h10 – Mesa 4: Literatura, espaço, tempo e pandemia
Xico Sá (CE)
Marcelino Freire (PE)
Antônio Marinho (PE)
17h20 – Zé Poeta (Monte Santo)

17h30 – Encerramento da tarde

09/04 – SEXTA-FEIRA – Noite

19h – Abertura Cultural: a poesia de Zé Américo (Canudos)

19h10 – Museu João de Régis – Com a palavra o Curador Edmilson Santana

19h20 – Museu João de Régis: Olhares e vertigens na memória
Flávio de Barros (por Sérgio Guerra),
Evandro Teixeira
Antônio Olavo

19h50 – Interpoéticas com Yasmin Rabelo e Pók Ribeiro – Coletivo Vozes – mulheres: além da
margens.

20h – Mesa 5: – Literatura, poesia e virtualidade
Cida Pedrosa (PE)
Emmanuel Mirdad (BA)
Maviael Melo (Mediador) (PE)

21h30 – Show de Encerramento com Targino Gondim e Renan Mendes

10/04 – SÁBADO – Manhã

09h – A voz de Isael – Sertaofrancisco (Paulo Afonso)

09h10 – Joselina Guerra (Canudos) – depoimento memorial

Flicanzinha

09h15 – Rosa Griô e Sá Benidita (Contadoras de história)

09h50 – Antonio Barreto (BA)

10h20 – Mesa 6: Vozes guardadas: literatura de mulheres
Ilza Carla, poeta e escritora UNEB (Mediadora)
Erica Azevêdo, poeta
Clarissa Macêdo, poeta
Áquila Emanuelle, poeta

11h20 – Mesa 7: Entre arpejos e acordes: Uma leitura de O Capitão Jagunço
Profa. M. Neuma M. Paes, UNEB
Profa. Edil Silva Costa, UNEB

12h – Encerramento da manhã

10/04 – SÁBADO – Tarde

14h – Para abrir a tarde: Banda de Pífanos de Canudos e Kaila Marcele (Canudos)

14h20 – Monólogo:Marcos Freitas (Cia de Teatro de Canudos)

14h40 – A vanguarda de editoras, livrarias e bibliotecas
Sandra Soares (Eduneb)
Geraldo Prado (Biblioteca de Paiaiá)
Flávia Goulart Roza (Edufba)
Cássio Marcílio (Edições Uesb)
Murillo Campos ( Editora UEFS)
Primo Maldonado (LDM)

15h40 – Visitando o Museu Manoel Travessa

15h50 – Visitando o Instituto Popular Memorial de Canudos

16h10 – Mesa 6: Lançamento de Livros
Aleilton Fonseca (mediação)
Ádila Mandança
Sergio Siqueira
Pedro Vasconcelos
Ester Figueiredo
Sílvio Jessé
Geraldo Prado

10/04 – SÁBADO – Noite

19h – Museu João de Régis – Olhares e vertigens na memória
Trípolli Gaudenzi
José Aras (Por Lina Aras)

19h20 – Mesa 8: Cancioneiro popular e poético de Canudos
Braúlio Tavares (poeta, PB)
Franklim Martins (Jornalista, RJ)
Josemar Martins Pinzoh (UNEB) – Mediador

20h30 – Mesa 9 :“O Trabalho Criador de 100 Pessoas no Teat(r)o Oficina UzinaUzona de Os
Sertões de Euclides da Cunha in Canudos”
José Celso Martinez (Teatro Oficina, SP)
Paulo Dourado – Mediador (BA)

21h30 – Show de encerramento: Viva Canudos! Viva Antônio Conselheiro!
Fábio Paes (BA), Roze (BA) e Gereba (BA)

Toda a programação da feira poderá ser conferida, gratuitamente, pelo público no canal Youtube do Campus Avançado da Uneb em Canudos (www.youtube.com/channel/UCqhzm86LpAdRG0jqMBJ0nEQ) e pela Canudos TV (https://www.youtube.com/user/lequinhocriativo)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo