Notícias

Suposto filho de ACM pede suspensão de inventário através de processo

Tramita na 14° Vara de Família de Salvador, em segredo de Justiça, um processo envolvendo uma das figuras mais simbólicas e famosas da Bahia, Antônio Carlos Magalhães (ACM).

De acordo com informações do Blog de Lauro Jardim, de O Globo, Luiz Antônio Flecha de Lima, conhecido como Tota, solicitou a suspensão do inventário do ex-governador da Bahia, que faleceu em 2007.

Filho do embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima, renomado pelo seus serviços prestados ao Itamaraty e da embaixatriz Lúcia Flecha de Lima, Tota seria fruto de um relacionamento do político baiano com a famosa amiga brasileira da princesa Diana, Lady Di.

Ainda segundo o blog, a informação foi confirmada a Tota pelos pais biológicos em seus respectivos leitos de morte. Primogênito de ACM, Antônio Carlos Magalhães Júnior teria concordado em realizar um exame de DNA que comprovasse o parentensco, porém o procedimento teve que ser adiado por causa da pandemia de Covid-19.

De acordo com os advogados do solicitante, mesmo com a confirmação da paternidade, por causa da relação paternal adquirida pela criação, os registros de Tota Lima não serão alterados em seus documentos. (A Tarde)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo